Castelo do Piauí no combate a COVID-19: isolamento social e quarentena como estratégia de enfrentamento.

Relato nº:001810


UF/Município:

PI - CASTELO DO PIAUI

Autor:

ENOS VIEIRA DE OLIVEIRA


Data da Experiência:

24/04/2020


Linha Temática:

Ações de Vigilância em Saúde para a pandemia a partir da APS, especificamente no monitoramento dos contatos de sintomáticos e dos casos confirmados de Covid-19.


Local da Experiência:

Secretaria Municipal de Saúde


Título da Experiência:

Castelo do Piauí no combate a COVID-19: isolamento social e quarentena como estratégia de enfrentamento.


Contextualização:

O município de Castelo do Piauí-PI com o intuito de diminuir a propagação do novo coronavírus, vem desenvolvendo uma abordagem de isolamento dos Castelense que estão retornando a sua cidade natal, vindos de outros estados, principalmente os de São Paulo, em transporte terrestre coletivo. A prefeitura, através da Secretaria de Saúde e com o apoio das secretarias de educação e assistência social, presta todos os serviços necessários, desde os atendimentos de saúde, com triagem diária pela equipe de enfermagem, atendimento médico, coleta de exames, produção e entrega da alimentação, apoio psicológico e atividade educativas e terapêuticas.


Objetivos:

¿ Evitar a propagação do novo coronavírus; ¿ Realizar o isolamento social de pessoas advindas de outros Estados; ¿ Monitorar diariamente as pessoas em isolamento.


Metodologia:

As pessoas são recepcionadas pela Vigilância sanitária, equipe de enfermagem e de apoio, em um prédio de uma unidade escolar, na qual foi adaptada para acolher e proporcionar os 7 dias de isolamento. No acolhimento é realizado a investigação de sintomatologia, verificação de temperatura axilar e assinatura da notificação de isolamento. Idosos, gestantes, lactantes e lactentes é realizado os mesmos procedimentos e posteriormente direcionados e monitorados em seu domicílio. Iniciamos essa atividade no dia 21/04/2020 e permanecemos até os dias atuais. As pessoas embarcam todo domingo e chegam ao destino final à partir de 1:00 hora de toda terça-feira permanecendo até a manhã de segunda-feira da semana seguinte. São monitorados diariamente por técnicos em enfermagem com avaliação de sinais e sintomas e preenchimento de planilha de acompanhamento individual. Após os 7 dias de isolamento os mesmos seguem para o domicílio por mais 7 dias sendo monitorados diariamente pela equipe de saúde.


Resultados:

Até o momento recebemos 223 pessoas, dessas 192 ficaram em isolamento na unidade escolar, 01 testou positivo para COVID-19, e na atual semana estamos com dois casos suspeitos onde os mesmos foram isolados em um prédio anexo específico para essa finalidade. Em domicílio foram realizados 51 monitoramentos por meio de visitas aleatórias, uso de tecnologia de comunicação e disponibilidade da equipe de saúde para prestar qualquer orientação. Destes 01 caso testou positivo para COVID-19.


Considerações Finais:

Durante a pandemia, montamos diversas estratégias, uma delas é a recepção de nossos conterrâneos para que possam retornar com segurança e minimizar a propagação da doença, reduzindo os riscos aos nossos munícipes. O cumprimento do isolamento obrigatório trouxe resultados satisfatórios e a aceitação da população em geral foi notável. Sabemos que temos um longo caminho a percorrer, mas com equipes unidas no mesmo propósito iremos vencer, e assim traremos a tranquilidade para nossa população.


Coautor:

leila_soares2006@hotmail.com

Yago José Alves Soares

Hurdênia Alves de Araújo


Participantes:

Francisco Jucimar da Silva Paulo Henrique Alves de Oliveira Paulo Victo Alves da Silva



Mais informações?

Acesso ao site da Iniciativa: https://bit.ly/APSForteCovid
Para entrar em contato com a comissão organizadora, mande um e-mail para apsforte@saude.gov.br.